A GDPR (General Data Protection Regulation), regulação Europeia de proteção de dados em vigor desde 2018 naqueles países motivou diversos outros países do mundo a sancionarem leis locais, não somente a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) no Brasil que entrará em vigor em 15 agosto de 2020, como também:

  • Australia: Privacy Amendment (Notifiable Data Breaches)
  • Japão: Act on Protection of Personal Information
  • Coréia do Sul: South Korea’s Personal Information Protection Act
  • Tailândia e Singapura: Personal Data Protection Act (PDPA)
  • Filipinas: Data Privacy Act (DPA)
  • USA (California): California Consumer Privacy Act (CCPA)
  • Canadá: Personal Information Protection and Electronic Documents Act (PIPEDA)

Como já está sendo amplamente divulgado, quando a Lei entrar em vigor no Brasil, as empresas poderão sofrer multas financeiras mas principalmente publicitação dos vazamentos e perda de dados, de maneira que a imagem no mercado será afetada. Dessa forma, é melhor a empresa investir agora do que pagar multa depois ou ainda perder receita com os riscos em sua imagem.

Na Europa, onde a lei GDPR já vigora e diversas sanções já foram aplicadas, há um investimento muito grande em tecnologias confiáveis, seguras e inteligentes. A base instalada de Storages Netapp é muito grande, principalmente na Alemanha e França, e com a GDPR este número aumentou muito nas empresas que ainda insistiam em usar Windows como Servidores de Arquivos ao invés de aproveitar os recursos nativos dos Storages Netapp. Qual o motivo?

A vulnerabilidade encontrada em servidores Windows, principalmente nos ataques coordenados do Ransomware WannaCry em maio de 2017, motivou as empresas a migrarem seus dados não estruturados para arquitetura NAS (Network Attached Storage) em que o próprio Storage provê acesso compartilhado aos usuários Windows e MacOS (protocolo CIFS) e Linux (protocolo NFS), com maior segurança, uma vez que possui sistemas operacionais proprietários, não explorados pelos perigosos malwares.

Especificamente a Netapp, líder há 25 anos no mercado de soluções NAS, possui em seus Storages desde então um sistema operacional robusto e a prova de hackers, o ONTAP. Não há um indício de ataques similares ao Windows em empresas que utilizam soluções de Netapp como FileServer. Outro diferencial do ONTAP é a criptografia utilizada para o bem (diferente do ransomware que usa para o mal): a Netapp entrega nativamente, sem custo adicional, a funcionalidade chamada NVE (Netapp Volume Encryption) que permite a empresa criptografar seus dados para proteção contra vazamentos de pessoas internas, por exemplo.

 

Algumas empresas globais com sede na Europa que possuem filiais no Brasil optaram por essa migração de Windows para o Ontap, em uma delas nós da Pise4 estamos trabalhando na implementação e migração dos dados em um projeto que deve terminar até o final do ano, ou seja, dentro do prazo estabelecido pela LGPD.

E sua empresa está esperando o quê para se adequar seu FileServer que ainda está em Windows? Talvez seu problema seja algum investimento já realizado em Storage tradicional de outros fabricantes que não possuem NAS ou então até possuem, mas não entregam a mesma segurança que a Netapp. Neste caso, a Netapp tem uma solução perfeita para seu caso.

O Ontap Select é a versão SDS (Software Defined Storage) do Storage da Netapp para ser instalado em servidores x86 commodities com discos locais ou algum array externo também commodities. Ele fica disponibilizado com uma máquina virtual nestes servidores, com Hypervisors Vmware ou KVM, e é licenciado por TeraBytes. Ou seja, se sua empresa possui por exemplo 5TB de FileServer em uma máquina virtual Windows, nós podemos elaborar um projeto de FileServer seguro com licença de 5TB de Ontap Select e realizar a migração dos dados, por um investimento muito menor do que você pensa!

Outro ponto interessante é a integração com nuvem publica que a Netapp proporciona. Além de replicação para contingencia na Nuvem (com o Ontap Cloud), o Ontap Select possui uma funcionalidade de Tierização/Arquivamento para nuvem (o FabricPool), que permite a migração automática dos blocos menos acessados para fora do seu Data Center. Mantendo local apenas o que realmente costuma ser mais acessado pelos funcionários.

Além de tudo isso, os Storages Netapp e o Ontap Select na função de Servidores de Arquivos oferecem segurança de backup em disco somente-leitura com Snapshots (integrado às versões anteriores dos usuários Windows] ocupando o mínimo de espaço adicional para manter diversas versões de hora em hora, configurado automaticamente no ONTAP. Se você quiser permitir, com esse recurso habilitado, o próprio funcionário pode restaurar um arquivo ou pasta apagada por engano. Estes Snapshots da Netapp não são vulneráveis aos Ransomwares, como são os equivalentes do Windows, o ShadowCopy. Existem vários casos de contaminação de Ransomwares em servidores Windows que além de criptografar os arquivos, desabilita o ShadowCopy, justamente para evitar uma restauração rápida.

Outra segurança interessante nativa disponível é o recurso chamado ABE (Access Base Enumeration) que permite que os usuários visualizem apenas as pastas que eles possuem acesso, ou seja, eles ocultam da estrutura de pastas aquelas que o usuário não precisa ver, evitando assim despertar curiosidade do mesmo.

O Ontap possui também integração com Antivirus externos, gerenciamento de acesso, quotas (nativas ou externas), Backup para fita ou nuvem, etc. Na Pise4 nossos especialistas possuem experiências de 15 anos trabalhando com soluções Netapp e acompanhamos a evolução dessa solução incrível que tem proporcionado cada vez a melhor gestão dos dados das empresas no mundo. Entre em contato conosco para avaliar sua infraestrutura de Servidores de Arquivos e iremos desenhar um projeto dentro do prazo da LGPD. Mas corra, pois, temos somente 1 ano pela frente e por isso vários projetos em andamento! Venha ser o próximo! 😉

 

Entre em contato pelo formulario ou no telefone 11 2506-0395

error: Content is protected !!